Agora é na Justiça: disputa na denominação Rioja atinge um novo patamar

Na falta de acordo, a Justiça foi o caminho escolhido. O Plenário do Conselho Regulador da Designação Qualificada de Origem (DOCa) Rioja concordou, com 98% de apoio, em partir para o caminho contencioso. O objetivo é enfrentar a decisão do governo do País Basco de promover o processo de criação da Denominação de Origem Viñedos de Álava.

Em maio, um grupo de produtores da Rioja Alavesa (uma das três sub-regiões dentro da denominação Rioja) decidiu, com o apoio do governo provincial,  lançar uma nova denominação de origem, consequentemente ganhando autonomia em relação à denominação Rioja. Atualmente, a Rioja Alavesa, com 13.389 hectares de vinhedos, faz parte da denominação Rioja, juntamente com Rioja Alta (27.347 hectares) e Rioja Oriental (24.590 hectares).

Uma longa discussão

Esta batalha envolve tanto a esfera política quanto o desejo de mais autonomia por parte de alguns produtores. Do lado político, há um conflito entre dois governos provinciais, que também envolve o governo central, em Madrid. A província de La Rioja acusa sua vizinha ao norte, a província do País Basco, de fazer uso político desta questão. Além disso, haveria um acordo político entre o partido nacionalista basco (PNV) e o governo federal em Madri. O governo do Primeiro-Ministro Pedro Sánchez, do PSOE, depende dos bascos para manter sua maioria parlamentar.

Do ponto de vista dos produtores, também existe uma discussão sobre a autonomia em relação às regras do Conselho Regulador. Nos últimos anos algumas vinícolas deixaram de reportar ao órgão regulador, retirando, consequentemente, seus vinhos da denominação de origem Rioja. O centro da questão é a busca de uma classificação mais em linha com a existente na França, onde vinhos elaborados a partir de vinhedos de melhor qualidade (Premier Cru ou Gran Cru, por exemplo) podem estampar isso em seus rótulos.

Mudanças na Rioja

A pressão por mudanças já tem levado o Conselho da Rioja a adotar novas formas de classificação, como, por exemplo, a legislação aprovada em 2017, com uma classificação paralela por sub-região. E a mais nova delas, aprovada neste mês de setembro, foi a que permite que as vinícolas estampem de forma mais clara nas garrafas de seus vinhos onde eles foram elaborados. O intuito é aumentar o grau de transparência, impulsionando o conceito de ‘Vinhos de Município’.

Além disso, também foram atualizados os requisitos para o uso da menção ‘Vinhedos Antigos‘, novamente com o intuito de facilitar a escolha dos consumidores e a transparência dos vinhos desta importante denominações de origem espanhola.

Fontes: Conselho Regulador da Rioja; Rioja abre frente judicial contra Viñedos de Álava; La DOCa Rioja, a los tribunales contra Viñedos de Álava con apoyo del Gobierno regional

Imagem: Sang Hyun Cho via Pixabay

O post Agora é na Justiça: disputa na denominação Rioja atinge um novo patamar apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.