Nem Piemonte nem Toscana: saiba qual região lidera as exportações de vinho italiano

A Itália é conhecida pela qualidade dos seus vinhos e, para muita gente, duas regiões vêm imediatamente à cabeça quando se fala de vinhos italianos. De um lado, a ensolarada Toscana, terra do Brunello di Montalcino, do Chianti Classico e dos Supertoscanos, que evidenciam o que a Sangiovese é capaz. De outro, o Piemonte, com as espetaculares criações a partir da Nebbiolo, sobretudo em Barolo e Barbaresco.

Porém, quando se fala em exportações de vinho italiano, estas duas regiões conseguem, no melhor cenário, apenas disputar a medalha de prata. As estatísticas referentes às vendas externas de vinho italiano nos primeiros nove meses de 2021 mostraram um líder incontestável: o Vêneto.

Um terço do total

Nos nove primeiros meses deste ano as exportações de vinho italiano atingiram € 5,13 bilhões, um crescimento de 15% em relação ao mesmo período de 2020, e o Vêneto manteve o topo do pódio. Fruto de um crescimento de 13,1%, as vendas externas desta região do nordeste da Itália atingiram € 1,78 bilhão, ou cerca de 34,7% do total.

O carro-chefe da região é o Prosecco, o espumante elaborado através do método Charmat e que lidera sua categoria em termos de consumo mundial. Embora Champagne seja geralmente o primeiro nome que vem à mente quando se fala de espumante, é o Prosecco que garante à Itália o posto de maior produtor de espumantes do mundo.

Piemonte, Toscana e demais

Em segundo lugar na pauta de vinhos exportados pela Itália está o Piemonte, com um faturamento no exterior de € 884 milhões, após crescimento de 18,3% em um ano, garantindo uma participação de 17,2% do total. Apesar de um crescimento ainda maior, na faixa de 20%, a Toscana seguiu em terceiro lugar, com exportações de € 815 milhões. Com isso, as três principais regiões respondem por 67,8% de todas as vendas no exterior.

Completam o top five as regiões do Trentino-Alto Adige (€ 454 milhões e crescimento de 8%) e a Emilia Romagna (€ 295 milhões, +16,5%). A seguir, destaque também para Lombardia (€ 200 milhões), Abruzzo (€ 147 milhões), Puglia (€ 129 milhões), Sicília (€ 103,4 milhões) e Friuli-Venezia Giulia (€ 100 milhões).

Fonte: WineNews

Imagem: David Mark via Pixabay

O post Nem Piemonte nem Toscana: saiba qual região lidera as exportações de vinho italiano apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.