Rioja segue apostando na qualidade de seus vinhos e cria incentivos para preservar suas vinhas velhas

A Rioja, talvez a mais reconhecida região vinícola espanhola, segue buscando novas formas de valorizar seus vinhos e vinhedos. Esta tradicional região, que ficou conhecida sobretudo por seus vinhos longevos e de alta qualidade, nos últimos anos vem adotando diversas estratégias para dar mais destaque ao seu terroir, considerado um dos melhores de toda a Espanha.

Se as regras da denominação de origem ainda dão um grande valor ao tempo que os vinhos ficam em contato com carvalho (quem não conhece os Gran Reservas, Reservas e Crianzas da região), a partir de 2017 existe também uma classificação paralela.  Baseado no conceito de valorização do terroir foram criadas três designações:  Vinos de Zona, Vinos de Municipio, e a mais alta, Viñedo Singular.

Valorização de vinhas velhas

Mas esta estratégia de identificação dos melhores vinhedos e videiras não parou por aí. No início de 2021, as autoridades da denominação Rioja aprovaram uma série de medidas destinadas à preservação das antigas videiras da região. E esta decisão acabou indo de encontro às restritivas regras da União Europeia em relação ao cultivo de vinhedos e elaboração de vinhos.

De forma geral, uma boa parte das disposições da legislação continental mostra forte preocupação com a produtividade. E isso vem levando à substituição de vinhedos, em vez de preservação dos vinhedos mais antigos. Agora a Rioja está promovendo mudanças para alterar essa tendência, realocando recursos financeiros para incentivar os produtores a manter vinhedos antigos. Embora isso possa parecer uma mudança insignificante, pode significar uma grande revolução na política europeia em relação aos vinhos.

Incentivo e maior apoio

O Conselho da denominação de origem respondeu às solicitações do Grupo Rioja, uma associação de produtores que vem trabalhando nos últimos anos no sentido de conferir maior valor aos vinhedos e práticas da região. A decisão é que, ao menos até 2030, os videiras plantadas antes de 1980 sejam consideradas como vinhas velhas. A partir desta data, somente aquelas com 50 anos ou mais serão consideradas, a fim de tornar a legislação consistente com a idade de referência de vinhas velhas das Comunidades Autônomas espanholas.

Várias medidas foram anunciadas. Entre elas, destaque para a elaboração de um cadastro de vinhedos antigos e centenários, seu georreferenciamento, sinalização e aplicação de uma redução transitória da cota do Conselho Regulador sobre a produção desses vinhedos. Além disso, foi decidido o desenvolvimento de atividades de capacitação para viticultores, visando otimizar sua gestão e preservação, a promoção do uso das menções correspondentes na rotulagem dos vinhos, bem como seu aprimoramento por meio de ações específicas de comunicação e promoção.

Olho no futuro

A questão das vinhas velhas é importante na Rioja. A Espanha é um dos países do mundo com maior proporção de vinhedos mais antigos e a Rioja não é exceção. As estimativas são de que 9.421 hectares (cerca de 14% da área total do DOCa Rioja) poderão usar a classificação de vinhas velhas. O ano de corte escolhido (1980) foi definido por conta da fidelidade e qualidade dos registros de vinhedos. Gradualmente, como citado anteriormente, a referência para fazer uso da menção Viñedo Viejo se aproximará de um mínimo de 50 anos, algo que será alcançado em 2030.

Existe ainda controvérsia sobre qual a definição de vinhas velhas ao redor do mundo.  Em muitas situações e denominações de origem ao redor do mundo, o critério de 40 anos é o mais usado. Ele representa o momento quando a videira atinge seu pico em termos de rendimento e passa, daí em diante, a produzir cada vez menos uvas. Se há perdas em termos de quantidade, a percepção é uma melhor qualidade, refletida em vinhos de maior profundidade e equilíbrio.

Fontes: Conselho Regulador da Rioja; Decanter; Agroinformacion

Imagem: Patricia Maine Degrave via Pixabay

O post Rioja segue apostando na qualidade de seus vinhos e cria incentivos para preservar suas vinhas velhas apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.