Spanna 1958, Fratelli Berteletti

Degustar vinhos de safras mais antigas é sempre um desafio. Ainda mais quando o vinho é datado de 1958, ano no qual o Brasil conquistou sua primeira Copa do Mundo. Enquanto Pelé chocava o mundo com seu talento indescritível em junho de 1958, as uvas usadas para elaborar este Spanna ainda estavam em suas videiras, na região próxima a Gattinara, no norte do Piemonte.

A Fratelli Berteletti, atualmente chamada Azienda Agricola Castello di Lozzolo, foi criada pelos irmãos Berteletti em 1947. O nome atual remete ao castelo adquirido logo depois, onde os vinhos eram elaborados e mantidos em botti para o envelhecimento. Nesta área, a Nebbiolo, usada para vinificações com longos períodos de maceração pós-fermentativa, é chamada até hoje de Spanna, daí o nome do vinho.

Degustando

Mesmo os vinhos maratonistas elaborados com a Nebbiolo também cansam, ainda mais 64 anos após sua safra. No visual, mostrou coloração granada e baixa concentração, com o olfativo abrindo com notas de tabaco, terra molhada e couro. Após algum tempo em decanter, notas florais (rosas secas) ampliaram o leque aromático.

Na boca, um Nebbiolo de acidez marcante (já com ligeiro toque acético), que no início mostrou pouco corpo, taninos leves e totalmente integrados. Com o tempo, ganhou textura e alguma profundidade, mas a acidez seguiu alguns degraus acima.  Se a acidez é a principal responsável pela longevidade de um vinho, isso explica como este vinho atingiu 2022 ainda com qualidades. Um maratonista que chegou cansado e sem grande brilho, mas que completou a prova.

Nome do VinhoSpannaSafra1958Produtor Fratelli BertelettiUvasNebbioloGraduação Alcoólica13%Sede da VinicolaLozzolo (Piemonte)PaísItáliaAgriculturaConvencionalVinificaçãoConvencional

O post Spanna 1958, Fratelli Berteletti apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.