Verwirrt? Um curto glossário de termos comuns nos vinhos alemães

Há pouca dúvida que os rótulos de vinhos alemães são os mais complexos do mundo. São tantos termos, fruto de diversas classificações (avaliação de qualidade por origem,  grau de maturação das uvasnível de dulçor dos vinhos ou qualidade dos vinhedos), que vale a pena investir em um glossário somente para os termos relacionados aos vinhos alemães. A seguir, os termos mais usados:

Abfüller – evidencia que o vinho não foi engarrafado por quem cultivou as uvas, indicando que pode ser uma vinícola que compra uvas de terceiros para engarrafar seus vinhos. Também referido como vinícola comercial;

Anbaugebiet – uma das treze regiões reconhecidas pela legislação alemã que podem produzir vinhos de mais alta qualidade. São elas: Ahr, Baden, Franken, Hessische Bergstraße, Mittelrhein, Mosel, Nahe, Palts, Rheingau, Rheinhessen, Saale-Unstrut, Sachsen e Württemberg. Ver mais em Entenda a classificação oficial de vinhos na Alemanha. É também um dos quatro níveis do sistema de classificação geográfico oficial (indicando exatamente a região) que pode ser usado nos rótulos de vinhos nas categorias Qualitätswein e Prädikatswein. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

AP.Nr Amtliche Prüfnummer – pode ser traduzido como “número oficial de teste”. A Alemanha implementou um sistema de testes abrangentes para seus vinhos de maior qualidade dentro de sua classificação oficial (Qualitätswein e Prädikatswein) e este sistema é chamado de AP, abreviação de Amtliche Prüfungsnummer. Ver mais em Vinhos alemães: decifrando os rótulos;

Auslese – um dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade

Beerenauslese (BA) – outro dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade;

Bereich  – Um dos quatro níveis do sistema de classificação geográfico oficial que pode ser usado nos rótulos de vinhos nas categorias Qualitätswein e Prädikatswein. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Classic – termo usado para vinhos secos de qualidade superior, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Deutscher Wein – a mais simples dentre as quatro categorias da classificação oficial alemã, ver mais em Entenda a classificação oficial de vinhos na Alemanha;

Einzellage – um dos quatro níveis do sistema de classificação geográfico oficial que pode ser usado nos rótulos de vinhos nas categorias Qualitätswein e Prädikatswein. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Eiswein – um dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade;

Erste Lage – uma das quatro categorias de vinhos segmentados de acordo com a qualidade de seus vinhedos, de acordo com a classificação da VDP. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Erzeugerabfüllung – indica que o vinho foi engarrafado pelo produtor, com uvas foram cultivadas na propriedade, um conceito próximo ao francês Mis en bouteille à la propriété;

Feinherb – uma classificação extra oficial para avaliar e segmentar os vinhos de acordo com o grau de teor de açúcar residual dos vinhos, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Goldkapsel – a cápsula dourada indica um vinho considerado de melhor qualidade pelo produtor. Em geral, se refere a um Prädikatswein, com base em uma avaliação de dulçor, intensidade ou mesmo escassez, por ser de uma parcela pequena, mas em alguns casos também é usado também para Qualitätswein;

Großlage – Um dos quatro níveis do sistema de classificação geográfico oficial que pode ser usado nos rótulos de vinhos nas categorias Qualitätswein e Prädikatswein. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Grosses Gewächs – a mais nobre dentre as quatro categorias de vinhos segmentados de acordo com a qualidade de seus vinhedos, de acordo com a classificação da VDP. É usada para vinhos secos. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Grosse Lage – a mais nobre dentre as quatro categorias de vinhos segmentados de acordo com a qualidade de seus vinhedos, de acordo com a classificação da VDP. É usada para vinhos doces. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Gutsabfüllungtermo alternativo para Erzeugerabfüllung;

Gutswein – a mais simples das quatro categorias de vinhos segmentados de acordo com a qualidade de seus vinhedos, de acordo com a classificação da VDP. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Halbtrocken  – uma das quatro classificações oficiais dos vinhos alemães de acordo com o teor de açúcar residual dos vinhos, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Kabinett – um dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade;

Landwein  – uma das quatro categorias da classificação oficial alemã, ver mais em Entenda a classificação oficial de vinhos na Alemanha;

Liebfraumilch – vinho semi-doce das regiões de Rheingau, Nahe, Rheinhessen ou Pfalz, consistindo em pelo menos 70% das variedades Riesling, Müller-Thurgau, Silvaner ou Kerner. Se popularizou no mercado externo na década de 1970 (inclusive no Brasil) e foi possivelmente o tipo de vinho mais notório da Alemanha na época, apesar de sua baixa qualidade;

Liebliche – uma das quatro classificações oficiais dos vinhos alemães de acordo com o teor de açúcar residual dos vinhos, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Oechsle – escala para medição da quantidade de açúcar no mosto (peso do mosto) criado pelo  farmacêutico e mecânico Ferdinand Oechsle. Outros termos para medições comparáveis incluem Balling, Baumé na França, Brix no Novo Mundo e Klosterneuburger Mostwaage (KMW) na Áustria;

Ortswein – uma das quatro categorias de vinhos segmentados de acordo com a qualidade de seus vinhedos, de acordo com a classificação da VDP. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Prädikatswein – a mais elevada dentre as quatro categorias da classificação oficial alemã, ver mais em Entenda a classificação oficial de vinhos na Alemanha;

Qualitätswein (QbA)  – uma das quatro categorias da classificação oficial alemã, ver mais em Entenda a classificação oficial de vinhos na Alemanha;

Qualitätswein mit Prädikat (QmP) – denominação usada anteriormente para Prädikatswein;

Selection –  termo usado para vinhos secos de qualidade superior, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Spätburgunder – é como a Pinot Noir é chamada na Alemanha;

Spätlese –  um dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade;

Steillage traduzido literalmente como “localização íngreme”. Em geral se refere aos vinhedos de orientação sul e sudoeste, que coletam uma boa proporção de raios solares ao longo do ano e protegem as videiras dos ventos frios do norte e do leste no inverno;

Süss- uma das quatro classificações oficiais dos vinhos alemães de acordo com o teor de açúcar residual dos vinhos, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Tafelweintermo usado anteriormente para Deutscher Wein;

Trocken – uma das quatro classificações oficiais dos vinhos alemães de acordo com o teor de açúcar residual dos vinhos, ver mais em Trocken, Feinherb etc: quais vinhos alemães são secos ou doces?;

Trockenbeerenauslese (TBA) – um dos seis Prädikat da classificação oficial alemã, ver mais em Kabinett, Auslese etc: entenda a classificação dos vinhos alemães de qualidade;

Verband Deutscher Prädikatsweingüter (VDP) associação de cerca de 200 produtores criada em 1910, mas que passou a ter uma atividade mais efetiva após a lei alemã dos vinhos de 1971. Criou uma classificação baseada na qualidade dos vinhedos, em linha com o que é praticado na França. Ver mais em VDP: classificando vinhos alemães nos moldes dos Gran Cru e Premiers Cru franceses;

Weingut pode ser traduzido como vinícola, ou produtor de vinho. Ver mais em Vinhos alemães: decifrando os rótulos

Weissburgunderé como a Pinot Blanc é chamada na Alemanha

Winzergenossenschaft – cooperativa de vinhos, o termo geralmente aparece ligado a Erzeugerabfüllung, indicando que o vinho foi engarrafado por uma cooperativa.

E, para quem ficou intrigado com o título da matéria, Verwirrt pode ser traduzido como “confuso”.

Imagem: www.germanwines.de

O post Verwirrt? Um curto glossário de termos comuns nos vinhos alemães apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.