Vinhos para o verão: cinco dicas de uvas e estilos para beber bem e fugir do convencional

O verão pode até ter começado chuvoso em boa parte do Brasil, mas não dúvida que a estação mais quente do ano veio para ficar. Esta é a época de férias, com muita praia, piscina, certamente a favorita de muitos brasileiros. Nossa dieta também muda, com aumento no consumo de peixes e frutos do mar e, como pode se esperar, também o que bebemos.

Embora a maioria aponte a cerveja como a bebida do verão, esta é a melhor época para o brasileiro deixar para trás o preconceito com vinhos brancos (só pode ser isso para explicar por que um país tropical consome muito mais tinto do que branco, o inverso da tendência que tomou conta do mundo). E, para sair do tradicional e beber vinhos de ótimo custo-benefício, vale a pena olhar para cinco regiões, uvas ou estilos de vinhos brancos que são ainda subavaliados no Brasil.

1 – Brancos do norte de Portugal

Os brasileiros consomem muitos vinhos portugueses (que disputam com os argentinos o segundo lugar em termos de vinhos mais importados, somente atrás do Chile), mas os tintos são maioria. Por que não mudar e provar alguns vinhos brancos de alta qualidade, ainda mais alguns deles se mostrando muito frescos e adaptados ao clima brasileiro?

Uma excelente opção são os vinhos elaborados a partir da variedade Loureiro. São leves, muitas vezes ligeiramente frisantes e harmonizam muito bem com coisas do mar (certamente algo que os portugueses conhecem bem). Uma sugestão são os vinhos da Quinta do Ameal, um produtor orgânico e de preços acessíveis. A Qualimport é a importadora e quem correr pode ainda aproveitar uma promoção. A unidade custa R$ 89,90 na compra da caixa de seis através de um market place online de vinhos.  

2 – Espumantes nacionais

Um estilo de vinho com excelente custo-benefício são os espumantes nacionais. Talvez sejam os vinhos brasileiros com maior competitividade no mercado externo, pois por aqui existe tanto qualidade como quantidade. São muito polivalentes em termos de harmonização e praticamente imbatíveis quando curtidos em uma boa praia ou piscina

Duas sugestões são o Casa Valduga Sur Lie, disponível em lojas online com preços promocionais na faixa de R$ 76, e o Pizzato Brut, um dos melhores da categoria, vendido ao redor de R$ 110, também em lojas online.

3 – Sauvignon Blanc do Loire

A Sauvignon Blanc é uma uva que traz muito frescor e componentes aromáticos para o vinho. Assim, é uma das variedades mais plantadas no mundo. Até por conta disso, é uma uva mais complicada para escolher, pois a qualidade dos vinhos varia bastante. Mesmo que praticamente todos os Sauvignon Blanc se adaptem ao verão, vale a pena garimpar antes de comprar.

Para quem quer conhecer vinhos de uma das regiões de onde a Sauvignon Blanc veio originalmente, o noroeste da França, a Wines4U traz um vinho bem interessante.  O Le Blanc de la Marièe, proveniente da região de Touraine, no Loire, custa R$ 175, mas vale cada centavo. Um vinho elétrico e de muita tensão, mas menos aromático, que contrasta com a maioria dos Sauvignon Blanc que você já bebeu. 

4 – Muscadet

A região de Muscadet de Sèvre et Maine, também no noroeste da França, se especializa no Muscadet, vinho muito fresco elaborado a partir da uva Melon de Bourgogne. Nem de perto tão conhecida ou plantada como a Sauvignon Blanc, também sofre com uma certa irregularidade, até porque muitos produtores da região são mais industriais, com foco mais na quantidade que qualidade.

Porém, existem diversas exceções e algumas delas chegam ao Brasil. Ainda em uma faixa inferior a R$ 200, uma excelente escolha é apostar nos vinhos da Domaine La Haute Févrie. Trazido para o Brasil pela Zahil, seu Muscadet de Sèvre et Maine pode ser encontrado na importadora ou em lojas online, na faixa de R$ 165. 

5 – Aligoté

Para fechar, uma uva que vem ganhando cada vez mais espaço nas taças de bons bebedores ao redor do mundo é a Aligoté. Ela pode ser considerada como uma “irmã” da Chardonnay, pois é resultado do mesmo cruzamento natural (Pinot Noir e a quase extinta Gouais Blanc) e cada dia dá origem a vinhos mais interessantes.

É pouco cultivada fora da França, mas felizmente várias importadoras brasileiras têm trazido para cá vinhos desta variedade. Embora muitos dos melhores vinhos em uma faixa de preço mais acessível já tenham esgotado, restam algumas opções. Para quem quer segurar as finanças, uma opção pode ser o Domaine Glantenet, oferecido pela Chez France a R$ 175,20. Já quem quer provar um Aligoté inesquecível, vale a pena investir R$ 395 no Clos des Perrières la Combe de Thibault Liger-Belair, importado pela Cellar.

Disclaimer: A WinFun não tem qualquer relação comercial com as importadoras, produtoras e lojas mencionadas acima. São sugestões baseadas, portanto, na qualidade dos vinhos e não em parcerias ou vínculos comerciais, como adotados em vários casos por diversos jornalistas e blogueiros de vinhos no Brasil.

Imagem: Thomas B. via Pixabay

O post Vinhos para o verão: cinco dicas de uvas e estilos para beber bem e fugir do convencional apareceu primeiro em Wine Fun.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.